Um homem teve o carro metralhado e morreu na hora por volta das 12h desta terça-feira (13) na Cidade Industrial de Curitiba, na rua Juscelino Kubitschek próximo ao viaduto do Caiuá. Robson da Costa, como foi identificado, estava com tiros na face, no pescoço e no tórax. A caminhonete dele, uma Ranger, estava crivada com dezenas de tiros.

“Fomos acionados, mas quando chegamos ao local já não se podia fazer mais nada para salvá-lo. Foram dezenas de tiros”, disse o socorrista Emerson do Siate. Segundo testemunhas, Costa estava concertando o pneu de seu veículo em uma borracharia. Na saída foi abordado por homens armados que já chegaram despejando os tiros. Os moradores da região não quiseram falar com a imprensa, prevalecendo a lei do silencio no local.

De acordo com informações de agentes da Delegacia de Homicídios, Costa mora na Vila Nossa Senhora da Luz, onde existe uma disputa pelo tráfico de drogas.

Disputa pelo tráfico

Outro crime que pode ter ligação com o tráfico de drogas e pode ter sido cometido pela mesma quadrilha aconteceu há poucos dias .Na madrugada de domingo (4), na rua Loricéia Antonollo, na Vila Nossa Senhora da Luz, Fabiano José Alves, 22 anos, foi assassinado com pelo menos 30 tiros de arma calibre 9mm.

Ele foi abordado na casa de um amigo, por homens que se diziam policiais. Os assassinos invadiram a casa por volta das 4h10 e atiraram na vítima que dormia em um dos quartos. Alves conseguiu fugir em direção a avenida Pedro Gusso, mas os homens foram atrás dele e despejaram mais tiros por fim o matando.