Investigações de policiais da delegacia de São José dos Pinhais identificaram os autores da agressão que resultou na morte de Anderson Tarelho, 16 anos, ocorrida no último domingo. Ontem foram ouvidos Jesuel das Chagas Fogassa, 20, e um adolescente, acusados de ter participado da agressão. Mais quatro acusados, um maior e outros menores de idade, deverão ser ouvidos nos próximos dias.

Os acusados, que fazem parte da chamada “patota dos esqueitistas”, confessaram ter discutido com a vítima e acertado uma paulada nela. Segundo declarado à polícia, eles iriam acertar as costas de Anderson com um pedaço de pau, mas o golpe acertou a cabeça do jovem. Os dois foram liberados, mas suas prisões preventivas poderão ser decretadas, assim como as dos outros suspeitos. Os maiores de idade podem ser indiciados por homicídio, formação de quadrilha e corrupção de menores. Para chegar aos nomes dos acusados, a polícia ouviu também duas testemunhas.

Crime

Anderson não resistiu aos ferimentos sofridos no último dia 31 e morreu às 20h15 de domingo, no hospital. Segundo familiares, ele tinha saído de sua casa para entregar uma bicicleta que havia emprestado de um amigo. No caminho, foi atacado pelo grupo.

De acordo com o superintendente da delegacia, dos oito crimes ocorridos nos últimos 30 dias, somente um ainda está sem solução.