A garota de programa Flávia Michele Sippel, 26 anos, foi morta por um ex-presidiário. A informação é da delegada Iara Dechiche, da Delegacia de Homicídios. Os policiais já apuraram o nome do autor, porém não será divulgado para não atrapalhar as investigações. ?Colhemos algumas provas, mas a ?lei do silêncio? impede que as pessoas se disponham a testemunhar, temendo pela própria vida?, salientou Iara.

Morte

O corpo mutilado de Flávia foi encontrado no início da manhã de terça-feira, à margem da linha férrea que divide a Vila Iguapê I, no Boqueirão, com o Parque Náutico. Braços, pernas e pedaços de massa encefálica ficaram espalhados num raio de 50 metros distante do corpo. De acordo com as investigações, Flávia teria sido morta em uma valeta, às margens da Rua Doutor Laurindo de Brito, por volta das 3h30. Ainda, segundo a polícia, a jovem era viciada em drogas.