Uma mulher com problemas nervosos, depressiva, mãe de três filhos e moradora do Jardim Bonfim, em Almirante Tamandaré. Este é o perfil de Joana Aparecida da Silva Kartz, 48 anos, encontrada morta no início da tarde do último sábado, em um matagal na Estrada do Morro Azul, Tranqueira.

O corpo foi achado em estado avançado de decomposição, sem nenhum documento que pudesse identificá-lo. Apenas no domingo, familiares reconheceram Joana no Instituto Médico Legal. Segundo parentes, ela desapareceu no último dia 13, depois de receber alta do hospital do município. A mulher foi levada por familiares às 6h, quando teve um crise nervosa, e liberada às 9h30, sem que o hospital avisasse a família. Desde então ela estava desaparecida.

De acordo com o investigador "Tiquinho", da delegacia de Almirante Tamandaré, no local não foi possível identificar a causa da morte, fato que será apurado através de exames complementares no IML. "Nós estamos investigando duas hipóteses: homicídio ou suicídio, uma vez que a mulher apresentava sérios problemas, como depressão", finalizou o policial.