Dois homicídios, na noite de quinta-feira e na madrugada de ontem, somaram seis assassinatos em Almirante Tamandaré, desde o início do ano. Praticamente um por dia.Os dois casos são investigados pela delegacia local e, em um deles, um suspeito já está preso. Porém a motivação dos dois crimes permanece desconhecida.

Desempregado, pai de seis filhos e ex-presidiário, Cláudio Roberto Alves, 34 anos, o “Claudinho”, foi executado a tiros na noite de quinta-feira, quando voltava de um bar, no Tanguá, em Almirante Tamandaré.

Segundo apurado pela Polícia Militar, ele estava na Rua Acre, a cerca de 50 metros de casa, quando, pouco antes das 22h, foi surpreendido pelos assassinos que passaram de motocicleta atirando. Cláudio foi ferido com quatro tiros, um na cabeça, dois nas costas e outro no ombro e caiu segurando a sacola com o pacote de bolacha que levava para os filhos.

Roubo

Familiares da vítima estiveram no local do crime e conversaram com os soldados Fabiano e Jean Paulo, do 17.º Batalhão da PM. Segundo apurado pela equipe policial, Cláudio tinha passagem por roubo e saiu da cadeia há dois anos. Ele era casado e seu filho mais novo tem seis meses.

Uma conhecida da vítima contou que a família de Cláudio já havia sofrido outra perda. “Ele era amigo da minha família. A mãe dele já perdeu outro filho assassinado há quatro anos”, contou a jovem.

As investigações ficam a cargo da delegacia de Almirante Tamandaré, mas a polícia já descartou que uma briga de bar tenha motivado o crime. “Ele não teve problema lá”, disse o soldado Jean Paulo.

Na tarde de ontem, policiais civis receberam denúncias anônimas de que os autores do crime estariam em alguns endereços no Morro da Formiga, no mesmo bairro, mas ninguém foi localizado.