O interventor do Sindicato das Classes dos Policiais Civis no Estado do Paraná (Sinclapol) deve apresentar balanço sobre as condições da entidade no começo da próxima semana.

A intervenção foi decretada pela 3.º Vara Civil, em 3 de maio, e assumiu interinamente o comando do sindicato, o advogado Jaude Loures Rocha. A eleição da nova presidência está marcada para o próximo sábado, dia 27.

O interventor assumiu em 8 de maio e, desde então, analisa a documentação encontrada na sede, para preparar a eleição. Ele ocupa o lugar de Paulo Roberto Martins, afastado pela decisão judicial. No despacho da Justiça, o afastamento foi necessário, porque o então presidente descumpriu as primeiras sentenças.

Movimento

O pedido foi impetrado pelo Movimento Unificado em Oposição à Atual Gestão do Sinclapol. O movimento também conseguiu que a Justiça retirasse do ar o site da atual diretoria. Que de acordo com a oposição era usado para “mentir, iludir e desinformar a classe”. O presidente afastado, Paulo Roberto Martins, foi procurado pela reportagem para comentar o caso, mas não foi localizado.