Policiais da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos devem divulgar nos próximos dias o retrato falado dos assaltantes que mataram o motoboy Adauto Júnior Jacob, 21 anos, para roubarem a sua motocicleta. O superintendente Edson Costa, informou que uma testemunha já foi ouvida e auxiliou na confecção do retrato falado, que deverá ser encaminhado à DFRV nos próximos dias. "Estamos aguardando a outra testemunha, que foi baleada, se recuperar para ser ouvida e ajudar na confecção do outro retrato", ressaltou o policial.

Tiros

Adauto estava em frente de uma casa, na Rua Willian Booth, próximo ao cruzamento com a Pastor Carlos Frank, Boqueirão, às 21h45 do último dia 24, quando dois homens chegaram e anunciaram o roubo. Nervoso, o jovem se jogou sobre o assaltante, que estava armado. O marginal disparou acertando o peito da vítima. O mesmo disparo transfixou e acertou a barriga de Anderson Sola dos Santos, 20. Adauto ainda conseguiu dar alguns passos antes de cair agonizando na rua. Anderson conseguiu entrar na casa junto com outro amigo, enquanto os assaltantes fugiam a pé, rumo ao terminal do Boqueirão. O corpo de Adauto foi removido ao Instituto Médico Legal (IML). Anderson foi encaminhado ao Hospital do Trabalhador, onde permanece internado.