Apreensão encheu freezer.

O gerente responsável pelo setor de frios e congelados do supermercado Makro-Marumbi, na Vila Guaíra, foi detido ontem, por policiais do 8.º Distrito (Portão), sob a acusação de vender produtos com o prazo de validade vencida. De acordo com o delegado Hertel Rehbein, no dia 30 de agosto um consumidor registrou uma queixa por ter comprado iogurte com prazo vencido.

Ontem uma equipe de investigadores foi até o supermercado e constatou as irregularidades. Diversos copos de iogurte, potes de requeijão e pacotes de raviolli foram vistoriados e apresentavam a validade de consumo vencida, e mesmo assim estavam disponíveis no mercado para serem comercializados.

Devido a apreensão da mercadoria, que lotou mais de um freezer, o responsável pelo setor foi encaminhado ao distrito policial para ser indiciado.

Crime

O delegado contou que a ação de vender mercadoria imprópria para consumo recai no artigo 7.º da Lei 8137 que trata de crime de ordem econômica e relação de consumo, que prevê pena de dois a cinco anos de detenção. Rehbein informou que o gerente foi ouvido, indiciado e liberado. Entretanto um inquérito foi instaurado para apurar responsabilidades. “O consumo desses produtos apreendidos poderia causar problemas de saúde. O que não pode ser permitido”, concluiu o policial.

O advogado do gerente, presente no distrito policial, não quis se pronunciar sobre o caso naquele momento.