Três assassinatos marcaram na noite desta quinta-feira (20) na Cidade Industrial de Curitiba. Dois irmãos foram mortos com tiros de pistola calibre 40 no portão de casa, na Rua Maria Kustumack, perto do cruzamento da Reynaldo Bonat, por volta das 21h30. Quase no mesmo horário um homem foi executado a tiros enquanto conversava com amigos, na Rua Cidade de Laguna, Fazendinha, cerca de quatro quilômetros ao norte de onde ocorreu o duplo homicídio.

Os irmãos Diego e Fernando da Luz, 29 e 23 anos, estavam em casa quando, segundo vizinhos, dois homens encapuzados chegaram em um Gol branco e mataram as vítimas com cerca de oito disparos. “Os pais estavam fora no momento do crime. Encontramos a casa dos jovens, nos fundos do terreno, com a porta arrombada. Possivelmente os dois foram tirados à força e assassinados na calçada”, supôs o investigador Lima da Delegacia de Homicídios.

Diego e Fernando não tinham passagens pela polícia, mas de acordo com o investigador, o pai deles comentou que os dois usavam drogas há algum tempo. Os familiares ficaram bastante abalados e o pai gritou com a vizinhança dizendo que alguns ali sabiam quem eram os assassinos.

Cena parecida aconteceu no outro homicídio. Segundo testemunhas, Valdinei Alves dos Santos, 38, foi morto diante de muitas pessoas. Testemunhas disseram que dois homens em uma motocicleta desceram e foram direto em Valdinei. A família dele também chegou ao local logo em seguida.

Jogo

Uma quarta pessoa teve a vida tirada ontem à noite, na região da capital. Willian Roberto, 25, morreu com tiros na cabeça na Rua Domingos Cordeiro, bairro Aparecida, Campo Largo. De acordo com amigos dele, há duas semanas Willian tinha se envolvido em uma briga durante uma partida de futebol e teria sido ameaçado. Ontem, dois homens passaram por ele de motocicleta, atiraram e fugiram. Segundo a polícia, o rapaz estava com mandado de prisão em aberto e já esteve preso em 2012 por suspeita de roubo.