Investigadores da Delegacia de Homicídios identificaram três suspeitos de matar Tiago Augusto Canedo, 22 anos, e Roni José da Silva, 21, em 12 de julho. Um deles está preso, e dois estão foragidos.

Tiago e Roni foram mortos a tiros quando chegavam em casa no Caximba. De acordo com a polícia, o motivo das execuções pode ser passional ou ter relação com desavença de tráfico de drogas.

“Eles estavam ameaçando essas testemunhas. Elas tiveram até que abandonar suas casas, com medo de morrer”, conta o delegado Cristiano Quintas, responsável pela investigação na Delegacia de Homicídios.

Foram solicitados quatro mandados de busca e apreensão na tentativa de localizar William de Lima de Souza, o “Seco”, 20 anos, foi preso na casa da esposa, na Cidade Industrial. Ele é primo dos irmãos Juliano Cezar Ribeiro, 26, e Gefferson Ribeiro de Souza, 25, que são procurados pela polícia.

Defesa

William nega o crime e garante que não via os primos desde que Juliano saiu da cadeia, onde cumpria pena por porte ilegal de arma de fogo. Ele também afirmou à imprensa que não usa drogas e não tem relação com o tráfico, e que só conhecia Tiago e Roni de vista. O suspeito foi encaminhado ao Centro de Triagem II, em Piraquara.

A polícia conta com o apoio da população para localizar Juliano e Gefferson. “Juliano é tido como matador na vila. Ele também é suspeito de um estupro, e foi solto dias antes do homicídio”, ressalta o delegado.

Enquanto ele esteve preso, Roni se relacionou com a ex-esposa de Juliano. Da cadeia, ele fez ameaças à mulher. Quem tiver informações sobre os suspeitos pode ligar para os telefones 181 ou 3360-1400.