Denúncia anônima leva
Anderson a prisão.

Durante averiguação de uma denúncia anônima, investigadores da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) prenderam, na última terça-feira, Anderson Floriano de Andrade, 22 anos, em uma residência na Rua Guabirotuba, Prado Velho. Com ele a polícia encontrou 30 gramas de crack. Outros dois homens, que estavam junto com o detido na moradia, foram indiciados e liberados. Anderson foi autuado por tráfico de drogas e está preso no xadrez daquela especializada. A prisão foi divulgada ontem à tarde à imprensa.

Além do entorpecente, os investigadores encontraram diversos objetos que podem ter sido trocados por usuários para a aquisição da droga. “Normalmente são produtos furtados que são usados como moeda de troca”, informou o delegado Recalcatti, da DFR.

O que chamou a atenção do delegado é que no mesmo local, horas mais tarde, o universitário Valter José Pinheiro de Pádua Filho, 22, foi assassinado com um tiro na cabeça. Até o momento, a autoria dessa morte não é conhecida pela polícia.

O delegado da DFR ressaltou que os detidos não têm envolvimento com o assassinato pois naquele horário eles já estavam presos. “A apreensão de drogas e de um traficante naquela casa prova apenas que o local, é realmente, ponto de comercialização de entorpecentes”, disse Recalcatti. A Delegacia de Homicídios é responsável pelas investigações sobre a morte do estudante.