Um casal foi preso em flagrante, suspeito de sequestro relâmpago em frente a uma universidade, na Rua Chile, Rebouças. Juliane de Fátima, 26 anos, Tiago da Luz, 29, e Daiane Aparecida Mariano, 26, são acusados de render uma jovem que esperava, no carro, a irmã sair da aula, às 23h de segunda-feira. Ela foi obrigada a dirigir até o Parolin, onde o veículo foi abordado por policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope). Daiane foragida e também é suspeita de assaltar um taxista.

O crime foi frustrado devido ao patrulhamento que o Cope realiza nos bairros com maior incidência de crimes. Policiais desconfiaram do veículo estacionado, com quatro pessoas dentro. Logo que a viatura se aproximou, Daiane fugiu deixando os comparsas para trás. Durante a abordagem, os investigadores estranharam o nervosismo de uma das jovens, que chorava bastante. Questionada pela equipe, ela revelou ser vítima de um sequestro relâmpago.

Arma

De acordo com o delegado-titular do Cope, Alexandre Macorin de Lima, os marginais estavam armados com uma pistola calibre 22. Segundo o delegado, os três são usuários de droga e têm passagem pela polícia. Juliane já respondeu processo na Justiça e Tiago tem passagem por tráfico de drogas. “A gente só queria dinheiro”, disse Tiago. A polícia acredita que Daiane fugiu com a pistola. “Ela escapou por um riozinho. Pode ter abandonado a arma no caminho”, disse o delegado. A jovem ainda é investigada pelo assalto a um taxista, ocorrido no início do ano no Parolin, já que é muito parecida com a mulher que teve o retrato falado divulgado pela polícia. Ela teria agido com Marcelo Vitoriano do Prado, 24, que foi preso no mês passado.

O delegado acredita que, com a divulgação da imagem dos suspeitos, mais vítimas poderão surgir. Quem tiver informações sobre os detidos ou o paradeiro de Daiane deve entrar em contato com o Cope, pelo telefone 3284-6562.