A Polícia Civil já começou a fazer o retrato falado do homem que matou um rapaz e feriu uma jovem no Morro do Boi, em Matinhos, litoral do Estado. Uma equipe de policiais e psicólogos esteve com a vítima, que permanece internada em um hospital, em Curitiba. Além de ajudar no retrato, ela confirmou que seria do criminoso a camiseta encontrada perto do local do crime.

“Não terminamos o retrato, porque ela se emocionou bastante e não teve condições psicológicas de continuar. Precisamos respeitar o estado psicológico da vítima, porque isso será essencial para que o retrato seja o mais fiel possível”, explicou o delegado Luiz Alberto Cartaxo Moura, coordenador das investigações. “Vamos aguardar a liberação da psicóloga do hospital para finalizarmos o retrato. Acreditamos que até sexta-feira esteja pronto”, disse o delegado.