Antônio Carlos Andreatta Filho, 26 anos, foi condenado a três anos, um mês e 10 dias de detenção, por um acidente que matou uma vítima. Ele e mais duas pessoas se feriram na madrugada de 23 de dezembro de 2008 na BR-476 (antiga BR-116), no Guabirotuba.

Segundo informações da época, Antônio e os amigos voltavam de uma festa de aniversário, quando ele perdeu o controle da direção do Chevette, saiu da pista e caiu em uma ribanceira de 17 metros em queda livre. Informações do Tribunal de Justiça do Paraná dão conta que o motorista estava embriagado. Uma das vítimas morreu.

Aberto

A condenação de Antônio, segundo o TJ, poderá ser cumprida em regime aberto. Ele também foi proibido de dirigir por 11 meses e 20 dias, por homicídio culposo e lesão corporal culposa, na direção de veículo automotor. Além da embriaguez, ele não possuía carteira de habilitação.

Segundo nota oficial do TJ, a decisão da 1.ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça excluiu a condenação por embriaguez ao volante, sentenciada pela 2.ª Vara de Delitos de Trânsito do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba.