UM cão chegou a devorar
o polegar direito da vítima.

A igreja evangélica do bairro foi o último lugar visitado por João Maria Correia, 23 anos. Ao voltar do culto, saiu novamente de casa e, pouco depois, foi morto com um tiro no rosto, na Rua Itaguajé, esquina com Rua Eduardo Pinto da Rocha, Vila Osternack, Sítio Cercado.

A Polícia Militar foi avisada do crime às 2h10 de ontem. No endereço, soldados do 13.º Batalhão espantaram um cão da raça pastor alemão, que já havia devorado o polegar direito da vítima e arrastava o corpo pela rua. João não portava documentos e só foi identificado pela manhã, no IML.

Procurado

A mãe dele, Maria Rosa, contou que na noite de terça-feira, enquanto João estava na igreja, dois homens o procuraram em casa, na Rua 8 da Vila Osternack. Um deles tinha piercing na testa e outro no queixo. Ao ouvirem que ele saíra, agradeceram e foram embora.

Pouco depois, João chegou em casa, soube que havia sido procurado e saiu de novo. Há suspeita de que as pessoas que estavam atrás do rapaz tenham envolvimento com o crime. A Delegacia de Homicídios investiga o caso.