Corpo da vítima foi
encontrado às 7h de ontem.

Uma grande tatuagem do Homem-Aranha na barriga e outra da “morte”, na canela direita, são as principais pistas da identidade do homem assassinado a tiros no Tatuquara. O corpo foi encontrado às 7h de ontem, na vegetação à margem da Avenida Juscelino Kubitschek, junto à alça de acesso que sai da BR-116.

A vítima, localizada por um transeunte, foi morta com dois tiros na cabeça. Uma corda de náilon estava jogada ao lado do cadáver, mas o homem não chegou a ser amarrado. A Delegacia de Homicídios acredita que o desconhecido foi seqüestrado, assassinado e teve o corpo arremessado naquele ponto durante a madrugada. Nenhuma testemunha do crime foi localizada.

O homem morto era branco, tinha aproximadamente 27 anos, vestia jaqueta de náilon vermelha e calça de moleton marrom.