Depois de “penhorar” até a carteira de identidade para sustentar o vício das drogas, José Maria de Oliveira Neto, 20 anos, foi executado, às 20h de ontem, com mais de dez tiros, na Rua Rogério Gomes, Vila Joaquina, em Pinhais. Os assassinos estavam em uma Parati preta, modelo antigo.

Testemunhas informaram que José Maria morava nas proximidades e caminhava pela rua, quando o veículo passou, e os ocupantes começaram a atirar em sua direção. Foram efetuados aproximadamente 20 tiros. Pelo menos dez deles acertaram o peito, a nuca e a cabeça da vítima.

“Só na testa havia três tiros. Ele ficou perfurado e a perícia nem conseguiu precisar com exatidão quantos projéteis o atingiram”, comentou o investigador Wellington, da delegacia de Pinhais.

Vício

A polícia vai apurar se José Maria tinha passagens. “Esse rapaz já era conhecido nosso. Não temos dúvidas que o motivo foi dívida com traficantes”, disse o investigador. Segundo ele, familiares informaram que o rapaz estava em estágio bastante avançado da dependência.