Gritos da cliente de uma joalheira na Rua Mendes Leitão, a uma quadra do shopping no Centro de São José dos Pinhais, frustraram o assalto de seis marginais, dois deles menores de idade. Enfurecidos por terem de correr sem levar nada, da calçada começaram a atirar contra o estabelecimento, mas acertaram, sem querer o integrante que ia mais atrás. O ladrão morreu na hora, com duas mochilas vazias nas mãos.

A trapalhada aconteceu logo depois das 16h30 de quinta-feira (07). Os cinco remanescentes da quadrilha usaram um Palio Weekend prata para fugir, mas a placa foi anotada por populares, que ligaram imediatamente para a Polícia Militar. As buscas pelos quadrilheiros se estenderam por uma hora, até que o veículo foi localizado em uma das ruas do Jardim Ouro Fino. Apenas um indivíduo estava ao volante e foi preso em flagrante.

Reação

Os outros quatro foram encontrados nas proximidades e um deles reagiu à prisão. Ele foi alvejado pelos PMs, e socorrido minutos depois por uma equipe do Siate ao hospital, fora de risco. Os demais foram capturados e levados para a delegacia da cidade. “Em conversa com funcionárias da joalheria, descobrimos que eles desistiram do assalto, porque uma cliente ficou muito nervosa e não conseguia parar de gritar. Saíram atirando a esmo e mataram o próprio amigo. A loja também ficou marcada pelos tiros”, relatou o chefe de investigação Edmilson da delegacia local.

O assaltante morto estava sem documentos e não foi identificado, entretanto, vítimas da tentativa de assalto o reconheceram como membro da quadrilha. O outro baleado e os quatro detidos foram autuados na delegacia e terão os nomes divulgados hoje. “Queremos saber se participaram de outros assaltos”, explicou Edmilson. Os menores foram encaminhados pela PM até a Delegacia do Adolescente de Curitiba.