O assalto contra uma panificadora à margem da BR-277, no Mossunguê, terminou em perseguição, tiroteio e um bandido baleado, no fim da Rua Eros Ruppel Abdalla, Taboão. Eram 17h30 de ontem, quando dois assaltantes, um deles armado de revólver 38, invadiram o estabelecimento e pediram a chave do Uno do proprietário, estacionado na entrada. Eles fugiram, mas, como o veículo tinha sistema de rastreamento, as vítimas usaram o celular para informar o trajeto da dupla à Polícia Militar.

Viaturas do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) iniciaram a perseguição, com apoio de equipes do 20.º e 23.º batalhões da PM. Os bandidos foram encurralados e bateram o veículo no fim da rua. Um deles conseguiu fugir pelo matagal. A fuga de Irineu Licerce, 36 anos, só foi impedida depois que ele foi baleado na nádega. As vítimas foram até o local e o reconheceram como um do assaltantes. Conforme o depoimentos, o outro bandido é moreno, tem 1,80 metro e estava com o rosto coberto.

Socorro

Socorristas do Siate chegaram minutos depois dos tiros e atenderam Irineu. Mesmo após estabilizá-lo na ambulância, permaneceram no local por cerca de 30 minutos. Ainda fizeram uma parada na Rodovia dos Minérios, antes de seguir para o Hospital Evangélico, com o assaltante em estado grave. Irineu já cumpriu pena por roubo. A última vez que esteve preso foi em maio do ano passado, quando foi flagrado por PMs portando um revólver 38 e documentos falsos no São Braz.