Os dois criminosos que morreram ao trocar tiros com a polícia durante tentativa de assalto a um supermercado em Pinhais eram irmãos. O operador de máquinas Alberto Rafael Aparecido Gomes, 17 anos, e o pedreiro Diego Emerson Aparecido Gomes, 21, agiram em companhia de pelo menos três comparsas que estão sendo procurados.

No tiroteio, uma criança, de 10 anos, e um segurança do Maxxi Atacadista foram baleados. O garoto, que é filho de um cliente, foi ferido no braço. O vigia, na perna. Os dois foram levados ao hospital pelo Siate sem risco de morte.

O mercado, que fica na Rodovia João Leopoldo Jacomel, estava cheio de clientes quando foi invadido pela quadrilha por volta das 20h de quarta-feira. Segundo testemunhas, os marginais chamaram a atenção do segurança que acionou a Polícia Militar.

Em poucos minutos, uma viatura estava no local enquanto a quadrilha dominava seguranças, funcionários e exigia o dinheiro do cofre. Um caixa do mercado disse que foi agredido pelos bandidos.

A quadrilha já havia aberto o cofre e separado alguns litros de uísque quando a polícia chegou. Ao se verem cercados, os criminosos começaram a atirar, iniciando o confronto.

Testemunhas contaram que, quando a polícia entrou, foi um salve-se quem puder. Todos se jogaram no chão. Um dos bandidos foi baleado dentro da loja e outro nos fundos.

Com eles, foram apreendidos dois revólveres calibre 38 e uma pistola calibre 380. As armas foram entregues na delegacia, que investiga o paradeiro dos demais assaltantes.