Uma liminar conseguida nesta quinta-feira (11) pela defesa vai suspender o julgamento do último acusado envolvido na morte do estudante Rafael Zanella, que estava marcado para acontecer nesta segunda-feira (15). Segundo o advogado Arnaldo Busato Filho, a liminar pretende que Maurício Bittencourt Fowler seja julgado na Vara Civil e não no Tribunal do Júri.

O delegado Fowler, que na época do crime (maio de 1997) trabalhava no 12º Distrito Policial, é acusado de ter armado a farsa de que Zanella era traficante e de prender e torturar os rapazes que estavam com o estudante para obriga-los a confirmar a versão.

Fowler foi demitido da Polícia Civil em 8 de janeiro do ano passado, por prática de conduta irregular, mas continua nos quadros da instituição, pois apesar do decreto governamental da demissão, o Judiciário lhe concedeu liminar em mandado de segurança do Tribunal de Justiça.