Uma loja de autopeças, que funcionava na Avenida Senador Salgado Filho, no Guabirotuba, foi fechada por vender peças de veículos furtados. O proprietário, Arlindo Akira Sato, 48 anos, foi preso e encaminhado à Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV). Ele vai responder por receptação qualificada, sem fiança.

A ação foi resultado de uma fiscalização de rotina feita pela delegacia. “A ideia era vistoriar o comércio de autopeças em toda a rua. Logo na primeira loja, deu problema”, contou o delegado Marco Antônio de Goes. Dentro do estabelecimento, os policiais encontraram portas, rodas e outras peças de um Fiesta sedan furtado há um mês, no Bigorrilho. Com o boletim de ocorrência em mãos, os policiais confirmaram que parte do chassi encontrado no local era do Fiesta furtado. Também foi encontrado um Peugeot Escapade quase completo na loja. O restante das peças à venda será checado pela polícia.

O delegado informou ainda que a fiscalização continuará e que eventuais clientes também poderão ser responsabilizados. “O comprador pode responder porque adquire peças sem procedência e, assim, fomenta o mercado ilegal”, disse.