Divulgação/PC
Geraldo e Francisco tinham documentos falsos.

Acusados de praticar o golpe do terreno, Francisco Elimar Silveira de Farias, 50 anos, e Geraldo Sabino de Andrade, 65, foram presos por policiais da delegacia de Colombo. A dupla tinha ido ao cartório da cidade solicitar cópia da escritura de um terreno, quando foi flagrada pelos policiais. Os dois homens estavam com documentos falsos e uma cédula de identidade em branco. O delegado Hamilton Cordeiro da Paz, titular da DP, acredita que a dupla já lesou diversas pessoas na Região Metropolitana de Curitiba.

Primeiramente a dupla escolhia o terreno. De posse do endereço, se dirigia ao cartório de imóveis da cidade onde o imóvel estava localizado, e solicitava uma cópia da escritura. Após conseguirem o documento, eles o falsificavam, faziam uma procuração com um nome falso e negociavam o terreno com a vítima.

Prisão

O delegado contou que nenhuma vítima tinha procurado a delegacia para registrar ocorrência até a prisão. Ele disse que os policiais estavam passando pelo local, quando viram os dois homens dentro do carro, em atitude suspeita. Hamilton informou que, na abordagem, os investigadores acharam a documentação falsa e deram voz de prisão. ?Os dois confessaram que iam ao cartório para aplicar o golpe?, informou. A dupla foi autuada em flagrante por falsificação de documento público e particular, uso de documento falso e estelionato.

Segundo Hamilton, Francisco já tem diversas passagens por estelionato em Curitiba, Paranaguá e Araucária. Já Geraldo tem passagens por tráfico de drogas e estelionato em diversas delegacias paulistas, e já foi condenado a 9 anos de reclusão. O delegado solicitou às pessoas que foram vítimas da dupla que entrem em contato com a DP através do telefone 3656-3498.

Na metade do mês, outra dupla foi detida pelo 11.º DP (CIC) por aplicar o mesmo golpe, vendendo terrenos do Guaraituba, em Colombo.