Esfaqueado pelo amigo, Fabiano morreu na rua.

Quando eram crianças Fabiano Laranjeira dos Santos, 20 anos, e Ricardo Souza Dias, 18, brincavam juntos, mas ontem à noite os dois brigaram depois de uma partida de futebol. Fabiano morreu com uma facada, na Rua Glória Senna, próximo à esquina com a Rua Celeste Tortato Gabardo, Vila Rio Negro, Sítio Cercado. O acusado é seu amigo de infância, e está desaparecido.

O desentendimento começou por causa de uma falta durante o jogo. Houve discussão e Ricardo teria saído da cancha. Quando Fabiano foi para a rua, os dois se encontraram e recomeçaram o bate-boca. Em seguida trocaram agressões físicas. Durante a briga, Ricardo teria puxado uma faca e dado um golpe fatal no amigo.

Agonia

A irmã do acusado assistiu à cena e gritou para que alguém os separasse. Ninguém acudiu aos seus apelos e a garota viu tudo, impotente. Companheiros dos dois amigos tentaram manter Fabiano vivo, mas o rapaz estava agonizante e não resistiu. Segundo testemunhas, ele resistiu por 10 minutos até morrer, apesar das tentativas de reanimação.

A ocorrência foi atendida pelo cabo Goes e soldado Carvalho do 13.º Batalhão e quando socorristas do Siate chegaram, o rapaz já estava morto. O crime provocou a revolta dos amigos e o desespero nas duas famílias.

Segundo relatos colhidos pelos investigadores Guimarães e Clóvis, da Delegacia de Homicídios, Ricardo foi até sua casa após o crime. Ele mora em frente de onde ficou o corpo, disse para a mãe que havia matado o amigo e fugiu, sem revelar seu destino.