Alex está foragido.

Uma das muitas discussões entre o operador de máquinas Luiz Carlos Rosa, 43 anos, e seu filho Alex Sandro Aparecido Rosa, 24, terminou na morte de Luiz. Sob o olhar assustado da mãe, o rapaz desferiu duas facadas no pai e, depois, tentou matar o irmão. A tragédia aconteceu na Travessa 52, da Vila São João Del Rey, Cajuru, às 23h de sexta-feira. Alex está foragido.

O assassino não morava com os pais. Ele cuidava de um sobrado próximo e os visitava de vez em quando. Na noite de sexta, entre a cozinha e a sala da residência, mãe, pai e filho discutiam sobre um assunto banal, conforme apurado pelos investigadores Castro e Edson, da Delegacia de Homicídios. "Luiz deu um tapa, de leve, na cabeça do filho, como já havia feito em outras ocasiões", relatou Castro.

Faca

O tapa fez com que Alex pegasse uma faca na cozinha e partisse para cima do pai. Ele acertou dois golpes em Luiz, um na barriga e outro no pescoço. O homem morreu no sofá da sala. Enquanto isso, o rapaz foi à casa vizinha, onde morava seu irmão. Lá, teria tentado matá-lo

com a mesma arma. "O irmão se escondeu dentro da própria residência, conforme nos contou", disse o investigador Castro. Alex fugiu e está sendo procurado. De acordo com informações colhidas pelos investigadores, ele não trabalha e é viciado em crack e bebida alcóolica.