Ao tentar defender a esposa do proprietário de uma oficina de carretas durante um roubo, o funcionário Jobrail Caldas, 46 anos, levou um tiro fatal no peito. Ele trabalhava há 14 anos no estabelecimento, na Cidade Industrial.

O dono da oficina, que preferiu não se identificar, por medo de represálias, contou que dois homens chegaram à empresa, na Rua Roberto Ozório de Almeida, por volta das 18h, pedindo emprego. Pouco tempo depois, voltaram, dessa vez armados. “Eles me renderam e me fizeram abrir o cofre”, disse. Os bandidos pegaram o dinheiro, agrediram o proprietário e a esposa. “Ela estava no celular e um deles engatilhou o revólver, foi quando o Jobrail reagiu”, explicou. O funcionário foi baleado e morreu na hora.

Os dois homens abandonaram, em frente à empresa, uma motocicleta Dafra Vermelha, com placa de Santa Cecília (SC). Segundo o delegado Rodrigo Souza, da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), os homens teriam roubado um veículo na região e fugido. “Tudo indica que os bandidos tinham informação privilegiada”, destacou o delegado.

Exemplar

O dono da empresa lamentou a morte do funcionário. “Ele era meu braço direito, entrou aqui como ajudante e se transformou em um supermecânico. Os clientes chegavam aqui e pediam por ele”, contou. Ele disse estar assustado, pois esse foi o segundo assalto ao local em seis anos. O proprietário tinha marcas das agressões dos bandidos no rosto.