Depois de passar a tarde de domingo (03) ajudando a mãe do padrasto fazer pão, Vanessa Lima Dorakiewicz, 12 anos, foi perseguida, estuprada e agredida até a morte em um matagal no Campo de São Sebastião, zona rural de Araucária. A menina foi morta pelo irmão do padrasto, um garoto de apenas 17 anos.

Segundo a polícia, ele esteve com ela a tarde toda e a seguiu quando foi embora. Depois de correr atrás da menina, pela estrada que liga as residências de ambos, ele a arrastou para o mato e após violentá-la, quis encobrir o erro com um mais grave ainda.

“Usou pedras para matá-la. Foi um ato de crueldade, segundo nossos investigadores, a menininha ficou desfigurada. Alguns vizinhos viram esse garoto indo atrás dela. Conseguimos apreendê-lo e inicialmente ele negou, mas acabou confessando”, contou o delegado Amadeu Trevisan Araújo.

Conforme informaram os investigadores, a mãe de Vanessa, que teria aproximadamente 38 anos, iniciou o relacionamento com o irmão do suspeito quando o amásio tinha apenas 16.

Apreensão

<Noticias Relacionadas>

O corpo da vítima foi encontrado por volta das 18h30 de domingo. Na manhã de ontem, agentes da Polícia Civil foram até a casa do suspeito e descobriram que ele tentava fugir. Após rodar pelas estradas empoeiradas da região, conseguiram apreendê-lo. Durante a tarde, o adolescente foi ouvido na delegacia. “Ele disse que não sabe o que deu na cabeça”, comentou o delegado.

O inquérito foi encerrado pelos policiais e enviado ao judiciário. O suspeito segue sob custódia do Juizado Especial e Vara da Criança e da Juventude.