O colete à prova de balas que vestia não foi suficiente para evitar a morte de Airton Garcia de Morais, atingido por vários tiros na cabeça na noite de domingo (3), no bairro Uberaba. Segundo testemunhas, ele teria se envolvido em uma discussão pouco antes do assassinato.

Airton foi baleado na Rua Eunice Bettini Bartoszeck. As testemunhas do crime também disseram à polícia que a vítima estava em um bar minutos antes, onde se envolveu em uma briga. Ele voltou vestindo um colete de uma empresa de segurança. No local, foram encontradas diversas cápsulas de pistola.

O crime deve ser investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O corpo de Airton foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML).