Apesar das investigações iniciais sobre a morte do policial civil Antônio Carlos Oliveira, 45 anos, terem apontado latrocínio (roubo com morte), a hipótese de execução vem tomando corpo. O delegado Rubens Recalcatti, titular da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), acredita que o autor possa ser alguém detido pelo policial nos últimos tempos, ou envolvido com a atividade do investigador.

Declarações da esposa do policial, segundo Recalcatti, foram contraditórias. Uma delas seria que o policial teria agonizado por 20 minutos antes de morrer, e que, mesmo baleado com vários tiros, conseguiu sair do banco de trás para o assento da frente, onde morreu. ?A informação que temos é que a morte foi instantânea, e que baleado com seis tiros não teria forças para mudar de assento. A esposa também diz que foi obrigada a sentar no banco da frente, com um dos bandidos em seu colo. O Peugeot é pequeno, e ela é uma mulher de porte médio. Estamos analisando se caberiam os dois no mesmo banco?, comenta Recalcatti. O delegado solicitou urgência nos laudos da perícia.

Família

Segundo informações coletadas pela DFR, Antônio era muito apegado aos filhos. Uma das crianças, uma garota ainda pequena, passou cinco recados para o celular do pai, no começo daquela madrugada, sem saber que ele já estava morto. Em todas as mensagens a garota pedia aflita que Antônio voltasse para casa. Em um deles chegou a dizer ?ou você vem para casa, ou você me liga, ou perde um filho?.

Suposto seqüestro relâmpago

Na noite de quarta-feira, Antônio saía do estacionamento do Shopping Água Verde quando foi abordado por dois bandidos armados. Um Gol branco, ainda não identificado, dava cobertura aos marginais. Em pouco tempo dentro do carro com o casal, os bandidos descobriram que Antônio era policial e iniciou-se uma discussão e luta corporal. O investigador tentou atirar contra os bandidos, e no meio da confusão, o marginal que conduzia o Peugeot perdeu o controle da direção e bateu no muro de uma residência, na Rua Guararapes, no Água Verde. Antônio foi ferido na barriga e nas pernas. A esposa nada sofreu. Apenas passou mal e foi levada ao hospital pelo Siate.