A montanhista Denise Ciunek, 38 anos, recebeu alta ontem do Hospital Nossa Senhora do Rocio, em Campo Largo, onde ficou internada por três dias para tratar o quadro de desidratação. Ela passou 18 dias perdida na Serra do Mar, boa parte dos dias sem se alimentar e bebendo apenas água de rio.

Ainda no hospital, Denise contou que durante a primeira semana comeu três barras de cereais e castanhas de caju. Mas nos últimos 10 dias os alimentos já haviam acabado e, para se manter hidratada, tomou muita água. “Tentei não me locomover muito. Ouvia o barulho do trem, mas não sabia de que lado vinha o som”, explicou.

Denise, pratica montanhismo há mais de 15 anos e perdeu-se na trilha ao fugir de um homem armado, que tinha a intenção de estuprá-la. Ela relatou que teve alguns ferimentos e, para cicatrizá-los, lavava-os no rio e ficava no sol até secar.

Tarado

“Tudo o que eu queria é rever meus amigos e parentes, pois tinha certeza que eles não iam desistir de mim”. Participaram das buscas mais de 250 pessoas, entre bombeiros, funcionários do Instituto Ambiental do Paraná e voluntários.