O servente de pedreiro Edson Giovani Alves Cabral, de 36 anos, conhecido como “Edinho”, foi assassinado a tiros na esquina da Avenida Porto Velho com a Rua Belém, no Conjunto Bonilaure, em Pinhais.

O crime aconteceu por volta de 20h30 de sábado. Ele recebeu tiros na cabeça quando estava a menos de uma quadra da casa onde morava. Segundo a polícia “Edinho” era separado, pai de um filho e morava sozinho. Os vizinhos disseram que aparentemente ele não tinha problemas com drogas ou com a criminalidade na região.