Vítima de atentado em um posto de combustíveis, em 9 de novembro, Juliano Inácio de Andrade, o “Pitico”, 27 anos, morreu anteontem, no Hospital Evangélico. Dois rapazes jogaram gasolina e atearam fogo em seu corpo. O crime aconteceu em Cianorte, no Noroeste do Paraná, mas pela gravidade das lesões, a vítima foi transferida para Curitiba.

De acordo com a polícia, Juliano estava em um carro, de carona com Marcelo dos Santos. Eles pararam em um posto de combustíveis, na Avenida Ipiranga, bairro São Lourenço, e, enquanto abasteciam, dois rapazes, identificados como Gidielson e “Zóio”, se aproximaram com uma garrafa cheia de gasolina, jogaram o líquido sobre Juliano e Marcelo, atearam fogo e fugiram.

Marcelo conseguiu apagar o fogo no próprio corpo e sofreu ferimentos leves. Juliano queimou quase 70% do corpo. Ainda não se sabe o motivo do homicídio e os acusados não foram localizados.