Oito dias depois de ter sofrido grave acidente num parque de diversões instalado em Castro, o adolescente Bruno Ramon Pereira, 15 anos, morreu ontem, às 11h30, conforme informou o Hospital Bom Jesus, de Ponta Grossa, onde ele estava internado.

Bruno sofreu traumatismo craniano, ao cair do brinquedo “Kamikaze”, quando se divertia com colegas no parque montado na praça central de Castro, em comemoração ao aniversário da cidade.

Os médicos já haviam atestado morte cerebral do paciente no sábado. Segundo o Instituto Médico-Legal (IML) de Ponta Grossa, o corpo foi encaminhado para Castro, no começo da tarde de ontem, onde será sepultado. O acidente ocorreu na tarde de 22 de março, quando o brinquedo, de fabricação caseira, quebrou ao meio.

Além do garoto, outras nove pessoas ficaram feridas. De acordo com Valdencer, investigador da delegacia do município, o responsável pela organização do parque, Reinaldo Rodrigues dos Santos, 40 anos, foi interrogado.

Ele disse que o contrato para montar o parque foi verbal e firmado com um funcionário da prefeitura. Reinaldo disse ainda que não caberia a ele se responsabilizar pela qualidade dos brinquedos.