Alberto Melnechuky
?Zé? morreu na hora, Dirceu foi pro hospital.

A briga entre Dirceu Martins, 37, e sua mulher transformou-se em confusão e terminou em morte, na noite de sábado, em Campo Magro. Ao se intrometer na discussão do casal, o irmão de Dirceu, José Maria dos Santos Filho, o ?Zé?, 28 anos, foi morto a facadas.

O irmão da mulher, Roberson Aparecido da Silva dos Santos, 20, foi preso suspeito de ser o autor do crime.

A confusão começou por volta das 22h, quando Dirceu chegou em casa e começou a discutir com sua mulher, por causa de um carro.

Para defender a irmã, Roberson interveio e passou a agredir o cunhado. Em seguida, ?Zé? tomou as dores do irmão e entrou na briga.

A desavença terminou com ?Zé? morto e Dirceu, esfaqueado. De acordo com Elisângela, mulher de ?Zé?, Roberson teria sido o matador. ?Ele foi até a cozinha, pegou uma faca e voltou. Eu estava com uma criança na casa e, por isso, ele me deixou sair, mas disse que se eu chamasse a polícia, me mataria. Depois que ele foi embora, entrei na casa e o ?Zé? estava morto?, relatou. Dirceu foi encaminhado ao Hospital Evangélico.

Roberson tentou fugir utilizando o carro de Dirceu, um Escort branco. Porém, foi detido por policiais rodoviários, na BR-277. Segundo Elisângela, Roberson teria vindo do norte do Paraná há cerca de 10 dias, para procurar emprego e provavelmente voltaria para sua cidade quando foi preso.