Ricardo Francisco Lima, 32 anos, foi encontrado morto às 7h de ontem, no Rio Belém, no cruzamento das ruas Embaixador Hipólito de Araújo e Brasílio Itiberê, Vila Torres.

Ele tinha sinais de tiros e também uma fratura exposta na perna esquerda. A principal suspeita é que ele tenha sido morto por vingança, já que, no começo do ano, se envolveu no latrocínio de um comerciante do bairro.

Lúcia, prima de Ricardo, contou que ele era usuário de crack, havia abandonado a esposa e os filhos para viver na rua, praticando crimes e consumindo droga. Ela disse que, quando os moradores da comunidade souberam que Ricardo havia matado Anésio, uma pessoa muito querida na vila, foi jurado de morte.

“O que a gente sabe é que ele e outro rapaz, que está desaparecido, mataram Anésio para roubar o dinheiro que ele tinha guardado. Ele fugiu, mas foi encontrado pela polícia e ficou alguns meses preso. Agora, depois de duas semanas em casa, foi assassinado”, contou a prima.

Crime

Anésio foi assassinado a facadas dentro de casa, no final da madrugada de 19 de janeiro, na Vila Torres, bem próximo de onde Ricardo foi encontrado. Ele era dono de uma mercearia e, no dia do crime, vizinhos contaram para a polícia que ouviram os gritos de socorro e em seguida viram dois homens deixando o local, um deles era Ricardo.