Um homem foi encontrado morto, na manhã de ontem, no Jardim Progresso, Campo Comprido. O pintor Adenor Antunes de Souza, 43 anos, foi assassinado com um tiro no peito, e ficou caído na Rua Rio do Sul, ao lado de um barranco. O crime teria acontecido durante a madrugada.

O cunhado de Adenor contou que ele era viciado em drogas há bastante tempo. “Provavelmente foi morto devido a acerto de contas ligado às drogas”, disse. O rapaz comentou ainda que, por conta do vício, Adenor causava problemas para a família. Ele morava na Vila Rigoni, a poucas quadras de onde foi morto, e estava desempregado.

Pancadas

De acordo com informações da Polícia Militar, havia sinais de violência na cabeça, provavelmente causados por pedradas ou pancadas. O crime será investigado pela Delegacia de Homicídios. De acordo com o investigador Magalhães, o local onde Adenor foi encontrado é frequentado por usuários de droga.