O homem morto no último domingo, em uma tentativa de assalto a uma panificadora, no Xaxim, é na verdade Josias Pinheiro Alves, e não Jonas Pinheiro Alves, como divulgado. Jonas é irmão do assaltante morto, e disse à Tribuna que não sabia das suas atividades. "Ele não aparecia muito aqui em casa, e ficamos surpresos quando soubemos da notícia", disse Jonas.

Josias foi morto quando tentou roubar uma panificadora que tinha acabado de abrir as portas, no domingo pela manhã, às 7h. Ele estava acompanhado de um comparsa que, juntos, ordenaram que o dono do estabelecimento desse todo o dinheiro do caixa. Mesmo obedecendo à ordem, um dos marginais quebrou uma garrafa e agrediu o comerciante e sua esposa. Cansado de sofrer assaltos – este seria o 13.º contra a panificadora – o dono do estabelecimento aproveitou a distração dos marginais, sacou uma arma e atirou contra os bandidos. Josias, mesmo baleado, correu com o dinheiro e um pacote de bolachas nas mãos por uns 100 metros, quando tombou em frente a uma igreja e morreu. O outro bandido, não identificado, conseguiu escapar.

Segundo o delegado Rubens Recalcatti, da Delegacia de Furtos e Roubos, o casal dono do estabelecimento compareceu, ontem, à delegacia para retirar a guia para exame de lesões corporais, pois teriam sido bastante agredidos durante o assalto. Após os exames, seus depoimentos devem ser colhidos ainda esta semana.