t84041204.jpg

Joel levou três tiros de revólver calibre 22.

O certificado de reservista era o único documento que Joel Xavier da Silveira, 37 anos, carregava quando foi assassinado. Ele levou três tiros, à 1h de ontem, e caiu morto na Rua Pedrina Costa Viski, bairro Portal do Sol, perto do Contorno Leste, em São José dos Pinhais.

O local do assassinato é deserto e a polícia não localizou testemunhas. Joel foi atacado no meio da rua, com tiros de arma calibre 22, e ferido duas vezes nas costas e outra na cabeça. Um morador da região disse à polícia que a vítima era sempre vista acompanhada de chapas (ajudantes de caminhoneiros) em postos de combustível da região.

Segundo o superintendente Altair Ferreira, da delegacia de São José dos Pinhais, Joel tinha antecedente criminal, mas o tipo de crime ao qual respondeu ainda não foi apurado. "As investigações estão no início", disse o policial, explicando a ausência de outros detalhes do crime.