Cláudio dos Santos, 26 anos, era o nome do homem encontrado morto domingo à tarde, perto do pátio de manobras da América Latina Logística (ALL), na Vila Pantanal, Alto Boqueirão. O cunhado dele, Aparecido de Jesus, reconheceu o corpo ontem de manhã. Cláudio estava desaparecido desde o dia 18 de abril.

Segundo o cunhado, Cláudio era homossexual e há 12 anos mantinha relacionamento amoroso com um homem mais velho, chamado João Pompeu. Os dois haviam se mudado há pouco para a Vila Pantanal e no dia do desaparecimento receberam a visita de um casal. A certa altura, Cláudio saiu com os convidados para comprar mais bebida e nunca mais foi visto.

Dias depois, o cunhado prestou queixa do sumiço na Delegacia de Vigilância e Capturas. “Em 19 de abril, João já estava com outro homem dentro de casa”, contou Aparecido.

Segundo a polícia, Cláudio foi morto com 22 facadas, no peito e na barriga. O corpo estava em adiantado estado de decomposição e foi encontrado por um homem que procurava uma vaca. A Delegacia de Homicídios investiga o caso.