Rajadas de submetralhadora deixaram rastro de violência na Vila Nossa Senhora da Luz, CIC, na noite de sexta-feira. Cinco pessoas ficaram feridas, entre elas o policial militar Marcelo Ribeiro, 26 anos, lotado no 12.º Batalhão da PM, que levou um tiro no peito, às 21h. Seu amigo Ewerton Luiz Ribeiro de Freitas, 23, recebeu três balaços nas pernas; um garoto de 17 foi ferido no ombro e no braço; Ezequiel Carneiro, 20, foi atingido apenas de raspão, e João Carlos Andrade, ferido levemente. Todos foram socorridos pelo Siate e levados aos hospitais Cajuru e do Trabalhador – Marcelo apresentava o quadro mais grave ao ser hospitalizado.

Everton e o adolescente saíram do Tatuquara e foram até a casa de Marcelo, na Rua Birigüi, Praça 4, Vila Nossa Senhora da Luz, CIC, para acertar detalhes de uma partida de futebol. No caminho, um Voyage branco quase os atropelou e em seguida uma motocicleta vermelha, com dois indivíduos sem capacetes, passou por eles. A moto voltou e seus ocupantes, já com a arma em punho, começaram a atirar.Minutos antes, os mesmo motoqueiros haviam disparado tiros na Praça 6 da mesma vila, atingindo Ezequiel. As balas eram de calibre ponto 40.

O caso foi atendido pela Delegacia de Homicídios, que ouviu dois dos feridos e uma testemunha. Esta identificou os autores. A PM também obteve dados sobre os atiradores, que seriam bastante conhecidos no bairro. Há suspeitas de que o atentado tenha relação com o tráfico de drogas.