Policiais da delegacia de Campo Mourão prenderam, por volta das 19h de terça-feira (20), o suspeito de ter atropelado e matado um ciclista, de 64 anos, na Avenida Armelindo Trombini, Jardim Albuquerque. Airthon Tomaz, 47 anos, foi autuado em flagrante por homicídio doloso e embriaguez ao volante.

Conforme informado pelo delegado José Aparecido Jacovós, Tomaz dirigia um Uno e fugiu do local depois do atropelamento. Um policial militar, que estava de folga e passava pelo local em seu veículo, seguiu o Uno e o abordou algumas quadras depois.

Segundo o delegado, o teste de bafômetro acusou embriaguez. “O motorista estava embriagado e atingiu o ciclista na mesma via, por trás. Também não usava óculos, uma obrigatoriedade prevista na sua carteira de motorista e fugiu do local do acidente, sem socorrer a vítima”, enumerou o policial.

Jacovós avaliou que essas condutas o levaram a excluir homicídio culposo (sem intenção de matar), que prevê pena de 2 a 4 anos de detenção, e caracterizá-lo por homicídio doloso, que prevê uma pena de 6 a 20 anos de reclusão. Tomaz foi autuado em flagrante, e está preso sem direito à fiança.