Cinco índios que caminhavam pelo acostamento da BR-277, em Nova Laranjeiras, na região centro-sul do Estado, foram atropelados na manhã desse domingo. Três deles morreram.

O motorista do carro que causou a tragédia, de 28 anos, foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Ele estava embriagado e não tem carteira de habilitação.

O acidente ocorreu por volta das 5h30, no quilômetro 477 da rodovia. Três índios atropelados, de 21, 32 e 47 anos, não resistiram aos ferimentos e morreram no local. Um quarto índio foi levado em estado grave a um hospital de Guarapuava, e outro, de 39 anos, teve lesões leves.

Na Parati que atropelou os indígenas estavam cinco pessoas – entre elas, três adolescentes. O grupo estava em uma casa noturna do município e retornava para a cidade de Diamante do Sul. Todos ainda estavam com as pulseiras distribuídas no evento.

Segundo a PRF, o motorista do carro perdeu o controle em uma curva, invadiu a faixa e o acostamento do sentido contrário e atropelou os índios. Os ocupantes do veículo também ficaram feridos.

O motorista e duas adolescentes, de 14 e 15 anos, foram encaminhados ao Hospital São José. Uma passageira de 19 anos foi levada para o hospital de Guarapuava.

Um dos passageiros relatou à polícia que o condutor dormiu ao volante. Conforme a PRF, o teste do bafômetro do motorista teve como resultado 0,51 mg/L de ar expelido aos pulmões – superior ao patamar mínimo de 0,34 mg/L, que resulta em crime de trânsito. O condutor está internado, sob custódia policial. Ele deve ser autuado por triplo homicídio e embriaguez ao volante.

Paraná Online no Facebook