Crime passional é a principal hipótese para o assassinato do motorista de ônibus Rubens Cesar da Silva, 41 anos. Ele estava em serviço, no final da manhã de ontem, quando foi baleado por dois indivíduos numa motocicleta vermelha. O crime aconteceu no ponto de ônibus da Rua Maria Paulina Pereira, bairro Ouro Fino, em São José dos Pinhais. A cobradora e os passageiros do coletivo não foram feridos, indicando que o alvo dos criminosos era apenas o motorista.

Pouco antes do meio-dia, Rubens parava o ônibus – da linha Bairro a Bairro 3 – no ponto final. Nesse momento, os marginais emparelharam a motocicleta ao lado do coletivo e gritaram com o motorista. Em seguida, um disparo foi efetuado e acertou o rosto do homem, que morreu na hora, debruçado sobre o volante. Segundo testemunhas, havia cerca de 10 passageiros e a cobradora. Houve gritaria e correria, mas apenas Rubens foi atingido.

Suspeitas

“Ao que tudo indica, eles vieram para executar o motorista”, disse o aspirante Gantzel, do 17.º Batalhão da Polícia Militar. “Levantamos informações sobre a vida da vítima e pode ter sido crime passional. A Polícia Civil deverá ouvir mais pessoas para confirmar se realmente esse foi o motivo”, acrescentou o aspirante. Rubens era casado e tinha três filhos.

De acordo com o delegado Osmar Dechiche, os motociclistas seguiram o ônibus por algumas quadras e esperaram até que ele parasse. A hipótese de latrocínio (roubo com morte) foi descartada já que os marginais não teriam dado voz de assalto e não levaram nada. Policiais militares do 17.º Batalhão e da Companhia de Choque, com apoio da Guarda Municipal, fizeram cerco na região, mas não encontraram os suspeitos ou a motocicleta usada no crime. Testemunhas relataram que o veículo é vermelho e estava com as placas dobradas.