Acompanhado de um advogado, Abel de Oliveira Araújo se apresentou na Delegacia de Almirante Tamandaré na quarta-feira. Ele era o condutor do Palio que invadiu a calçada e atropelou tia e sobrinho, no domingo. Tatiane Gonçalves Santos, 20 anos, morreu na hora.

Segundo o superintendente da delegacia local, Geraldo Senn, Abel afirmou que não estava bêbado. “Ele garante que sofreu um “apagão’ nos instantes que antecederam o acidente”, relata o policial. Abel foi indiciado por homicídio com dolo eventual e responderá ao processo em liberdade.

Atropelamento

No Palio, no momento do acidente, Abel voltava para casa, com a esposa, o filho e dois sobrinhos, de uma pescaria na represa do Capivari. Na Rua Domingos Scucato, Jardim Monte Santo, o veículo desgovernado invadiu a calçada e atingiu Tatiane e o sobrinho.

A criança, de 6 anos, foi encaminhada ao Hospital Evangélico, e passa bem. Tatiane morava no local e saiu para levar o menino até a casa dos pais, que fica quatro casas ao lado.

Dentro do veículo foram encontradas latinhas de cerveja. Abel fugiu em uma motocicleta, que se aproximou logo depois do acidente, e a esposa dele deixou o local de carona com um amigo. O filho e os sobrinhos fugiram a pé, depois de terem sido ameaçados de linchamento por familiares das vítimas.