Anderson Tozato
Aparecida foi jogada em uma
valeta, à margem da rodovia.

Uma mulher foi atropelada e morta a poucos metros da passarela sobre a BR-277, no quilômetro 82, Jardim das Américas, às 23h de sexta-feira. Aparecida Giloierte Paulo, 35 anos, atravessava a rodovia quando foi atingida pela camioneta Nissan Frontier placa ARM-0281, conduzida por Ricardo Malucelli, 23 anos, que trafegava em direção às praias.

Com o choque ela teve uma das pernas amputadas e foi jogada na valeta que acompanha aquele trecho da estrada. De acordo com relato do condutor, Aparecida atravessou a rodovia sem olhar para os lados. "Não dava tempo para frear, tentei desviar, mas não consegui", disse Ricardo. A mulher foi atingida por parte da frente da camioneta, quebrando o farol direito e pelo pára-lamas do pneu dianteiro. O acidente foi atendido pela equipe da Ecovia, Siate e Polícia Rodoviária Federal.

Outro

Outro atropelamento aconteceu por volta das 21h40 de sábado, no quilômetro 6, na BR-476, em frente ao Clube Santa Mônica, em Colombo. Um homem pedalava pelo acostamento da rodovia e, ao entrar na pista, foi atingido pelo Renault Mégane placa AJT-2589. O ciclista estava sem documento e permanecia, até a tarde de ontem, sem identificação. O corpo está recolhido no Instituto Médico-Legal de Curitiba.