Foto: Walter Alves

Assassino indicou onde tinha escondido o cadáver.

O misterioso desaparecimento da empregada doméstica Rita Moreira, 25 anos, que já durava quase uma semana, foi desvendado no fim da manhã de ontem.

O corpo dela foi encontrado em uma cova rasa, em um terreno baldio, em Piraquara. O autor da barbárie, Isael Abílio da Silva, 36, que primeiro havia sepultado o cadáver no quintal de sua casa, foi preso. O crime foi cometido no último domingo, na Rua Alfredo Muller, no bairro Vila Nova.

Na manhã de ontem, a polícia recebeu uma denúncia anônima, avisando que o corpo de uma mulher estava enterrado em um matagal na Vila Nova, em frente à residência de Isael, apontado como autor do crime. Os policiais da delegacia foram até a casa do suspeito e desvendaram a trama.

Foto: Átila Alberti

Isael confessou o crime.

?Ele logo confessou que havia cometido o crime e mostrou o lugar onde Rita estava?, contou o delegado Osmar Feijó. Rita havia saído de casa na noite de sábado para ir a um culto evangélico.

Versão

Preso em flagrante, Isael, que é usuário de crack, contou que estava em casa, na noite do último sábado, quando Rita entrou em sua residência. Entretanto, a polícia acredita que ele a apanhou a força e a estuprou. ?Eu não a conhecia. Conversamos, tivemos relações e, na manhã de domingo, ela não queria ir embora. Então, brigamos e ela tentou me matar. Para me defender, eu a esganei?, contou.

Aproveitando que a mulher e os filhos estavam viajando, Isael enterrou Rita no quintal de casa, em um buraco que já tinha começado a ser escavado pelo seu cachorro. No fim da tarde de domingo, a família chegou. Com medo que pudesse ser descoberto, no dia seguinte, Isael esperou a mulher ir trabalhar, deu dinheiro para os filhos comprarem sorvete e ligou para um amigo. ?Ele me disse que queria ajuda para enterrar um cachorro. Quando cheguei, vi que era uma mulher?, contou José Aparecido Leite, 38, que também foi preso.

Tapete

Com a ajuda do amigo, Isael desenterrou Rita de seu quintal, a enrolou em um tapete e, em plena tarde de segunda-feira, atravessou a rua arrastando o corpo até o terreno baldio. ?Os dois foram presos em flagrante por ocultação de cadáver. Isael ainda será indiciado por homicídio e José, por co-autor do crime?, finalizou o delegado.