Com tiros na nuca e nas costas, Bibiliane da Silva Gustavo, 29 anos, foi executada nos fundos da casa onde morava com a família, na madrugada de ontem. Por volta das 3h, homens armados e encapuzados arrombaram a porta da moradia, na Rua Maria Madalena, Jardim Arco Íris, Almirante Tamandaré, renderam todos os parentes da mulher e a levaram até o quintal de trás, então concretizaram o crime.

“Eles nos fizeram reféns por alguns instantes, antes de ouvirmos o barulho dos tiros. Diziam que eram da polícia, mas pela rouba percebi que era mentira. Primeiro entraram na minha casa que fica ao lado. Depois foram até a casa dela, porque queriam matá-la a qualquer custo, mas não tenho ideia do motivo”, disse o irmão de Bibiliane. Ele não tinha certeza de quantos homens faziam parte do grupo, disse ter visto três, mas poderia haver mais, segundo o relato.

Filhos

Durante a manhã, o clima de tristeza e medo permanecia na residência. Os filhos pequenos da vítima, que ficaram aos cuidados dos familiares, ainda se recuperavam do trauma causado pela invasão do grupo armado. De acordo com o delegado Hertel Rehbein, da delegacia local, o motivo do crime seria envolvimento com drogas. “Temos informações importantes, com suspeitos, mas não podemos divulgar nomes, nem apelidos, para não prejudicar o andamento das investigações”, explicou.

Mesmo com informações sobre o crime, o delegado pede para que denúncias sejam feitas para a DP pelo telefone 3657-1220.