Daiane Ribeiro Gonçalves, 20 anos, passou a noite de terça-feira na casa noturna Sistema X, na BR-277. Pouco depois das 3h, quando já estava dentro do carro retornando para casa com o companheiro, ela foi baleada e morreu minutos depois no Centro Municipal de Urgências Médicas (CMUM) do Campo Comprido.

O companheiro da vítima relatou aos guardas municipais da unidade de saúde que o casal estava dentro do Pálio verde dele quando ouviu um estampido. O disparo entrou no vidro traseiro esquerdo do carro, atingiu Daiane no braço e atravessou o peito dela. Assim que percebeu que ela estava ferida, ele correu até o CMUM para pedir socorro, mas ela não resistiu aos ferimentos e morreu menos de uma hora depois, após várias tentativas de reanimação.

Ele relatou que acreditava que se tratou de uma bala perdida. Ainda assim, ele deve ser ouvido novamente na Delegacia de Homicídios, que investiga o caso.