A ossada encontrada no terreno de uma chácara na zona rural de Tijucas do Sul, localidade de Matulão, no final da tarde de quarta-feira, foi identificada na manhã de ontem no Instituto Médico-Legal de Curitiba. Trata-se de Antônio Maia, 64 anos. A identificação foi feita pela esposa da vítima, através das vestimentas que estavam junto à ossada. Segundo informações da delegacia de Tijucas do Sul, Antônio estava desaparecido há quase dois meses, mas ninguém sabe o motivo. “Ele vivia com familiares, mas ninguém sabe o porquê do seu sumiço”, disse o investigador Camargo.

Devido ao estado do cadáver, peritos da Polícia Científica não conseguiram verificar a causa da morte de Antônio. A delegacia de Tijucas vai esperar a chegada do laudo do IML para dar continuidade às investigações.