A negociação entre policiais militares e os cerca de 40 presos rebelados na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Piraquara, deve recomeçar na manhã desta quarta-feira (06). Por volta das 15h de ontem, eles fizeram um agente penitenciário refém e tomaram conta da galeria 5 do bloco 6.

Pouco depois de o motim ter início, equipes especializadas da PM seguiram para o complexo penitenciário, mas a negociação foi encerrada por volta das 19h, sem sucesso. A Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (Sesp), alegou que o número de presos rebelados era menor, mas não informou o motivo da rebelião.

De acordo com a diretoria do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen), até o intervalo da negociação, informações davam conta de que o agente refém estava bem, mas não pode confirmar se ele havia sofrido algum tipo de agressão ou ferimento. A identidade dele foi mantida em sigilo.